Como construir seu crédito comercial

Antes de mais nada, é importante que você entenda a diferença entre crédito pessoal e crédito comercial. O primeiro deles diz respeito ao indivíduo, mesmo que seja uma pessoa interessada em expandir seus negócios. O crédito comercial é diretamente voltado a uma empresa. São coisas diferentes, com requisitos diferentes.meeting

É claro que manter um bom histórico de crédito pessoal ajuda. No entanto, isso não basta. Quando um banco ou uma instituição de crédito se dedica a avaliar a situação, o foco costuma ser diretamente no negócio. Você pode ser o responsável pela quitação do débito, mas é o seu negócio quem vai proporcionar meios para que esse pagamento ocorra.

Este artigo traz cinco dicas de como trabalhar para estabelecer um bom panorama de crédito comercial. Reflita sobre cada uma delas, fazendo conexões com o seu negócio para extrair o máximo possível de benefícios em cada etapa.

1) Cuide de seu crédito pessoal

Sim, começamos este artigo ressaltando a importância de diferenciar o crédito pessoal do crédito comercial. No entanto, as duas coisas são interligadas, gerando a necessidade de garantir que caminhem muito bem lado a lado.

Qualquer instituição financeira efetuará uma consulta de sua situação como pessoa física. Procure garantir que suas finanças pessoais sejam capazes de refletir toda a organização que você deseja para a sua empresa. Por isso, mantenha as contas em dia. Além disso, procure evitar o excesso de crédito pessoal. Lembre-se de que estamos falando aqui sobre como é importante que o banco ou concessionária tenha uma boa impressão de você. Para eles, é fundamental ter a certeza de que você honra os seus compromissos, reduzindo o risco da concessão de crédito.

2) Solicite um empréstimo antes que ele seja necessário

Um erro bastante comum entre micro e pequenos empreendedores é buscar crédito apenas quando as coisas saem de controle. É nessa ocasião que sua situação parece oferecer mais riscos para o avaliador. Há muitas contas para pagar, muito prejuízo que requer sua atenção. Isso não passará em branco para o avaliador. Logo, buscar crédito quando ele é imprescindível para resolver problemas é muito perigoso. Não espere pelo último momento.

Aposte em planejamento e cautela. Não dê passos maiores que a perna e planeje os próximos passos com cuidado. Se você acha que os negócios seriam impulsionados pela compra de um equipamento, obtenha um empréstimo para ele. Só não espere até que esse equipamento seja essencial para equilibrar as contas.

maxresdefault3) Prepare as contas da empresa para o empréstimo

Todo dinheiro que recebemos como empréstimo deve ser pago. A forma de pagamento pode variar de uma empresa para outra, você precisa incluir seus compromissos financeiros dentro do orçamento comercial.

Assim, lembre-se de incluir em sua planilha de gastos mensais o montante devido naquele mês à instituição financeira. Nem sempre o investimento efetuado começa a dar lucro de forma imediata, e você deve estar pronto para esperar por esse retorno. Em outras palavras, a parcela do empréstimo deve caber em seu orçamento atual. Lidar bem com um primeiro empréstimo prepara o terreno para crédito futuro.

4) Pesquise sobre as taxas de juros

Mesmo que sua necessidade de crédito seja alta, reflita sobre as taxas de crédito aplicadas por cada instituição. Não é raro casos em que, quando você soma o conjunto das parcelas pagas, o resultado da conta se aproxima do dobro do empréstimo que você recebeu.

Se você se encaixa na categoria de micro ou pequeno empreendedor, é especialmente mais fácil encontrar juros menores. Há inúmeras empresas privadas especializadas na opção de microcrédito, com taxas muito mais atraentes do que as oferecidas pelos bancos.

Como regra geral, evite solicitar financiamentos em grandes bancos comerciais. As taxas são muito altas, ocasionando o risco de o empreendedor ficar endividado. Empréstimos bancários são mais indicados para grandes corporações. Por serem mais experientes, elas sabem como determinar uma negociação mais vantajosa para os negócios.

Mantenha seu cartão de crédito e sua conta em grandes bancos sem problemas. São recursos valiosos para várias tarefas do dia a dia. No entanto, quando falamos de empréstimos, bancos costumam ser extremamente nocivos para empresas de porte pequeno e médio.

5) Estabeleça um plano de negócios

Pensar em seus rumos comerciais pode ter uma importância além de conferir organização para sua empresa. Um bom plano de negócios ajuda você a encontrar meios alternativos de buscar crédito para a expansão de suas atividades.

Quando você sabe exatamente onde está e tem uma ideia clara de onde quer chegar, fica muito mais fácil convencer alguém a apostar em suas ideias. Pode ser um avaliador de uma pequena concessionária de crédito, ou pode ser um conhecido que tenha interesse e capital para investir em coisas novas.

Nesse ponto, é recomendável criar e manter uma rede de contatos relevante e atualizada. É sempre possível encontrar o investidor certo para seus negócios por meio de contatos que se relacionem diretamente a seu ramo de atuação.

Add a Comment